Teresa de Saldanha

crbst_import2                            crbst_teresa                              crbst_import0

Em Portugal, na cidade de Lisboa, perturbada por tantas idéias contraditórias, e por tantas perseguições à Igreja, nascia a 04 de setembro de 1837, Teresa de Saldanha.

O Senhor tinha-a escolhido para uma grande obra. Foi uma mulher carismática que atenta ao tempo e as circunstâncias, abriu-se aos apelos de uma sociedade sem Deus e deu uma resposta concreta às necessidades sociais. Numa época agitada por lutas e perseguições, quando as Ordens Religiosas se encontravam oficialmente extintas em Portugal, Teresa de Saldanha é chamada a fundar uma nova Congregação.
Teresa de Saldanha alicerça a Congregação na Ordem de São Domingos que ela conhecia e amava, e de certo modo se identificava, pelas suas características de alegria, abertura, liberdade, democracia, amor à verdade e ao estudo, vivência da fraternidade e compromisso apostólico. Em 1910, com a implantação da República Portuguesa, deu-se a expulsão de todas as Congregações Religiosas do País. As estrangeiras partiram para todos os seus países, entre eles o Brasil, onde se implantaram novas Comunidades que dariam continuidade a Obra de Teresa de Saldanha. Hoje, na fidelidade à sua Fundadora e aos apelos de Deus, marcamos presença nos seguintes Estados: São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Paraná, Piauí e Pernambuco.